sexta-feira, 22 de abril de 2016

Y

Olhávamos praquela árvore
se não me engano era um jacarandá
Tem mais de 157 anos, dra. Lúcia
nos disse naquele dia, lembra?

Naquele dia eu tava pronta
pra lhe mandar uma bala nos miolos
Era eu ou era tu
Era eu ou era você

Me imaginei saindo de casa e abrindo a porta
do medo, árvore grande da porra
A gravidade, a gravidez
não vão me deixar escalar?
Será que eu vou conseguir escolher?

Não sei. Na real ficamos nessa
parados de frente pro outro
do seu lado tudo muito
muito azul e isso dando medo
porque eu só tinha um estilingue
algumas pontas pelo corpo
nada que desse pra garantir a mira

Você e seu azul impassível
chegaram a gelar meu coração
Encenei que não
mas gelou até o fim dos meus ossos
gelou tudinho
por isso não tremi a mão
na hora de apanhar a pedra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário