domingo, 14 de setembro de 2014

BOA NOITE

Dorme bem, meu bem
dorme mesmo e pesado.
Descansa da sua busca
seu calor, seu cansaço.
Descansa da minha saudade
que te entreguei em escondido laço.

Dorme bem, meu bem
fica com a cama nas pálpebras
e desfalece pro mundo
pro resto, mudo
deita o cristalino alado.

Dorme bem, meu bem
você que preferiu o sono
o despertar pro tempo onírico
ao vir em minha direção
vê se lembra de sonhar comigo
na íris do seu coração.

Quanto a mim
eu já terei ido embora pra sempre
bem antes de seu abrir de olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário